Petrópolis Convention e Visitors Bureau

Agenda

O que está acontecendo

Exposição “Caligrafias” com a multiartista Daniela Versiani

4 ago - 28 out

Exposição “Caligrafias” com a multiartista Daniela Versiani

DANIELA VERSIANI - Artista plástica e escritora inaugura no Rocio, em Petrópolis, a exposição “Caligrafias” apresentando 31trabalhos

Piccola Arena, misto de atelier, galeria de arte, teatro de arena, sala multiuso e bistrô, localizada no Rocio, recebe no sábado, dia 4 de agosto, às 17h, o vernissage da multiartista Daniela Versiani, com uma Festa Agostina, showde forró com Ronny Camarguinho, comidinhas, caldos e chopp artesanal. A exposição “Caligrafias”fica em cartaz até dia 28 de outubro e conta comquatro séries: Iluminuras, Versos, Caligrafias, Escrita é rastro, utilizando a técnica de tintaacrílicaefolhametálica/ourosobretela e papel. Entrada franca.

A mostra “Caligrafias” é composta por 31 trabalhos nos quais a caligrafia é elemento de destaque. Sendo artista visual e escritora, o gesto caligráfico tem para Daniela Versiani uma dupla significação: seja por sua visualidade, seja por fazer parte do seu processo de criação de poesia. As pinturas reunidas na mostra “Caligrafias” trazem fragmentos de seus poemas através da sua própria caligrafia. Em todos os trabalhos, no entanto, há ênfase na caligrafia como elemento visual.

Segundo Daniela Versiani, “nesses trabalhos é mais importante o gesto caligráfico, ou seja, a visualidade da palavra escrita, do que a decifração do sentido da palavra. Em muitos desses trabalhos o espectador-leitor terá de fazer um exercício de “adivinhação”: - O que está escrito aqui?”. É o que ela chama de “escrita assêmica”, ou “escrita sem sentido”: pura forma, pura simulação da escrita. Alguns dos trabalhos fazem referência, ainda, às iluminuras medievais, que inspiram suas escolhas de cores e o uso que faz de folhas de ouro e tintas metalizadas.

A mostra trará também atividades culturais como: Conversa com o público com “visita guiada”, na qual a artista comentará seus trabalhos, destacando as técnicas utilizadas e as influências de outros artistas que também se utilizam da escrita em suas obras e apresentações de algumas obras de artistas que também utilizam a caligrafia em seus trabalhos; Sarau de poesia com Daniela Versiani e poetas convidadas e Oficina de artes plásticas para crianças e/ou adultos na qual será dada ênfase à caligrafia como elemento visual. 

Sobre a artista

Daniela Versiani nasceu em São Paulo. Formou-se em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo e Jornalismo pela Cásper Líbero (SP). Em 1992, mudou-se para o Rio de Janeiro. Em 2002, conclui o doutorado em Literatura pela PUC-Rio com bolsa pela Fulbright na Rice University. Em 2004 passou a ensinar na PUC-Rio. Suas pesquisas no campo acadêmico versam sobre a teoria da leitura de textos e imagens e suportes alternativos para o registro e difusão da poesia.

A partir de 2012, expande sua produção artística para o campo das artes visuais, buscando conectar seus escritos a uma nova forma de expressão: a pintura. Estuda na Escola de Artes Visuais do Parque Lage com os professores Ronaldo do Rego Macedo, Franz Manata, Suzana Queiroga, Alexandre Sá, João Modé e Martin Ogolter. Hoje, suas pesquisas no campo das artes visuais estão focadas nos seguintes temas: aproximação entre escrita e imagem, livros de artistas, o papel como suporte e meio para a escrita e artes visuais, e a escrita assêmica.

Suas pinturas encontram referências nas iluminuras medievais, em poetas e artistas que combinam a escrita e imagem, como Max Ernst, Cy Towmbly, Mira Schendel e León Ferrari, nas colagens de Kurt Schwitters, Robert Motherwell e Robert Rauschenberg, e na "arte da destruição" de Alberto Burri, Antoni Tàpies e Lucio Fontana. Seu trabalho também é fortemente influenciado por Anselm Kiefer e Hilal Sami Hilal. Em 2016, Daniela Versiani deixou de ensinar na universidade e mudou-se para Araras, onde escreve e tem seu ateliê. 

Entre suas publicações destacam-se o romance A matemática da formiga (1999, 2008), Três contos ilusionistas (2008), Autoetnografias, Conceitos alternativos em construção (Finalista ao Prêmio Jabuti, 2005), Manual de boas práticas de leitura (Finalista ao Prêmio Jabuti, 2012, em coautoria) e Ler, comparar, pensar. Reflexões sobre literatura e cultura (2014), além de artigos em revistas acadêmicas. É curadora da revista RED de arte e cultura. Está finalizando seu primeiro Livro de Artista com pinturas e poemas de sua autoria sobre as guerras do século XX.

Festa Agostina

Para coroar o vernissage, a Piccola Arena Centro Cultural vai promover uma Festa Agostina, com direito a forró com Ronny Camarguinho, comidinhas, caldos e chopp artesanal. A Entrada é franca.

O local

Localizada no Rocio/ Petrópolis/ RJ (km 76 da BR 040, no Rocio), a Piccola Arena foi idealizada pelo artista plástico Mauricio de Memória, que construiu o espaço por meios próprios. Promove e recebe linguagens artísticas - shows, teatro, espetáculos, exposições - em um único local contando com teatro de arena, duas galerias de arte e salão multiuso. Projetada para que o visitante sinta-se integrado aos ambientes e possa desfrutar ao máximo de todas as atividades existentes, completa o conjunto o Divina Sálvia Bistrô, aproveitando a experiência do seu criador como restauranteur de longa data. Como disse um cliente, “arte pura, da parede ao prato”. 


SERVIÇO:

Exposição “Caligrafias” com a multiartista Daniela Versiani

Vernissage: sábado, dia 4 de agosto, a partir das 17h, com Festa Agostina

Até dia 28 de outubro

PICCOLA ARENA

Estrada do Rocio 3507 - Petrópolis RJ

tel. 2243-9311

Entrada pelo km 76 da BR 040, sentido Juiz de Fora/Rio.

Vindo do Rio: retorne no Brazão (km 71). Siga de volta até o km 76 e percorra 3 km de estrada pavimentada.

Horário de funcionamento: sábados e domingos, de 10h às 18h

- Entrada franca

Piccola Arena - Rociosaiba mais

Circuito Imperial de Bandas Marciais

4 ago - 10 nov

Circuito Imperial de Bandas Marciais

O Circuito Imperial de Bandas Marciais – sucesso no ano passado – retoma o calendário de apresentações neste segundo semestre. Quem abre a temporada é a Banda Marcial Wolney Aguiar, no dia 04 de agosto, às 16h, na Praça Dom Pedro. Até novembro, 11 bandas da Associação Petropolitana de Bandas Marciais (Apeban) vão encantar o público, sempre nos fins de semana, em locais como a Praça da Inconfidência, escadaria dos Correios e Praça da Liberdade, no Centro Histórico. Em outubro, o CEU da Posse ainda vai contar com um mini festival, com a participação de três grupos.

O circuito tem como objetivo proporcionar uma programação musical permanente, gratuita, e que valorize a cultura local e os espaços públicos. “Assim como os corais, as bandas fazem parte da cultura de Petrópolis. São uma tradição na cidade, muito presente nas escolas. Lançamos o circuito no ano passado e foi um sucesso, as pessoas eram surpreendidas nas praças com boa música. Queremos repetir esse sucesso agora em 2018. É uma forma também de valorizar o segmento”, destaca o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), Leonardo Randolfo.

Para dar o pontapé inicial na edição deste ano, uma das bandas mais antigas da cidade promete encantar o público na Praça Dom Pedro. Fundada em 1957, a Banda Marcial Wolney Aguiar é uma das representantes desse segmento, que está por todos os cantos da cidade. O grupo é um dos que garantem a continuidade dessa tradição, tão importante para a formação de novos músicos e para a memória cultural da cidade.

Neste segundo semestre, serão três apresentações em agosto e três em setembro. Já no dia 7 de outubro, haverá a apresentação de três bandas juntas, no Ceu da Posse, às 16h. E em novembro, haverá apresentações nos dois primeiros sábados do mês, antecedendo o Natal Imperial, que começa no dia 14 e deverá contar também com o segmento na programação.

Confira a programação:

Agosto

Dia 04 (sábado) – 16h – Praça Dom Pedro – Banda Marcial Wolney Aguiar

Dia 11 (sábado) – 16h – Praça da Inconfidência – Banda Marcial Johann Noel

Dia 25 (sábado) – 16h – Escadaria dos Correios – Banda Marcial Frei Aniceto

Setembro

Dia 08 (sábado) – 16h – Praça Dom Pedro – Banda Musical 1º de Setembro

Dia 15 (sábado) – 16h – Escadaria dos Correios – Banda Dragões do Império

Dia 16 (domingo) – 11h – Praça da Liberdade – Banda Marcial Prof. Amadeu Guimarães

Outubro

Dia 07 (domingo) – 16h – CEU da Posse

Banda Marcial Embaixador José Bonifácio

Banda Marcial Odette Fonseca

Banda de Percussão Trovão Imperial

Novembro

Dia 03 (sábado) – Praça Dom Pedro – Banda Marcial Imperial Petropolitana

Dia 10 (sábado) – Escadaria dos Correios – Banda Marcial Prof. Leila de Souza Castro


Fonte: Prefeitura de Petrópolis


Petrópolissaiba mais

Exposição coletiva: “Costurando o tempo II”

4 set - 27 set

Exposição coletiva: “Costurando o tempo II”

Uma intervenção plástica diferenciada vai chamar a atenção dos visitantes da Casa da Educação Visconde de Mauá a partir do dia 4 de setembro: será aberta a exposição coletiva “Costurando o tempo II”, com obras de Sonia Xavier e Jarbas Paullous. As telas de Sonia destacam os vários tons de azul, já os trabalhos de Jarbas foram confeccionados através de uma técnica mista, com tinta automotiva e caneta, além de esculturas feitas com materiais reciclados. A visitação poderá ser feita até dia 27 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. A Casa da Educação fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 03.

“Cada vez que uma exposição é aberta na Casa da Educação, reafirmamos nosso compromisso de melhorar o acesso cultural para nosso público de estudantes, na certeza de que conviver com a arte sensibiliza e melhora as pessoas. Estes artistas renomados e de currículo riquíssimo, nos dá uma perspectiva ampla de pertencimento, pois cada um que convive com estas obras resgata em si um novo olhar”, afirma a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

Sonia nasceu em Niterói, estudou na Escola de Arte de Marlene Godoy, em Brasília e participou de exposições em Brasília, Rio de Janeiro, Niterói e Petrópolis. Atualmente, mora em Petrópolis, onde passou a se dedicar a obras que utilizam materiais como ferro, chapas oxidadas, aço inox, alumínio e a madeira, rendas, aramados, colagens, miçangas e cristais, sempre valorizando o uso de cores fortes.

A artista afirma que as suas obras falam sobre o tempo: "Retratam o espaço interno das pessoas e, também, tratam do amor, da morte e da vida. Eu me aproprio da literatura, da poesia, da dança para criar o meu imaginário. É um mergulho na fantasia, na inquietude que gera a expressão da linguagem de cada obra exposta”.

Nas obras de Sonia, destaque para a cor Azul. “Eu utilizo a cor azul como um fio condutor de uma retrospectiva da minha arte. É mais um labirinto a ser desbravado e uma provocação que faço a mim mesma, ao postar-me com um pé no sonho e outro na realidade. Convido o espectador a experimentar um contato direto com o sentimento gerador da obra, mesmo que seja pelo espaço de um momento de imaginação fantasiosa”, frisa.

Jarbas é formado em Comunicação Social e em Artes Visuais, além de possuir pós-graduação em Educação e Estética. Frequentou o atelier de Charles Watson. Participou em exposições individuais no Arquivo da Cidade (RJ), na Biblioteca Estadual do RJ, na Biblioteca da UERJ, no Centro de Cultura Raul de Leoni, entre outros. Trabalha com pinturas, esculturas, performances e intervenções.

Jarbas vai expor sete obras, cinco telas e duas esculturas. Seus trabalhos fazem referência aos artistas brasileiros Paulo Roberto Leal e Raimundo Colares em suas obras, marcadas por esculturas feitas através de materiais como madeira, papel e arame e telas com tinta automotiva. Durante a exposição, Jarbas ministrará uma oficina de artes para os alunos da Casa da Educação.

“A mensagem que pretendo passar é o que percebemos através do olhar, o que podemos observar de um material ou uma peça que acreditamos ser descartável, como papel, arame ou madeira. Sempre podemos transformá-los em Arte. Estou muito satisfeito em expor na Casa da Educação, um espaço dinâmico e alternativo e, principalmente, receber e aplicar uma atividade aos alunos da rede municipal de Petrópolis. Será um aprendizado e uma experiência muito rica para o meu currículo”, disse Jarbas.



Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Casa da Educação Visconde de Mauásaiba mais

Museu do Artesanato na Primavera de Museus 2018

15 set - 18 nov

Museu do Artesanato na Primavera de Museus 2018

A Memória do Bordado Fluminense é o tema central que A CASA- Museu do Artesanato do Rio de Janeiro, na Casa de Cultura Cocco Barçante em Petrópolis, abordará no mês de setembro, e que constará do calendário da 12ª edição Primavera dos Museus/2018, coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e que traz como tema central Celebrando a Educação em Museus. Cocco Barçante amplia o espaço do Museu do Artesanato, inaugurando no dia 15 de setembro, uma sala dedicada ao bordado do Rio de Janeiro, prestando homenagem à Maria Elisa Churro (in memorian), curadora do Museu falecida em março de 2018.

O Museu do Artesanato do Rio de Janeiro possui um acervo constituído por diferentes produtos e técnicas de bordado, oriundos das diversas regiões do Estado: Porciúncula (Noroeste do Estado) - Grupo O Bangalô coordenado por Eponina Sanches; Região Serrana, (Petrópolis/Brejal) – Grupo Arte em Comum e a bordadeira Rosângela Borba; Rio de Janeiro (região Metropolitana), Bordado Carioca, Marias Maré e Grupo Arte (Baixada Fluminense); Natividade (Noroeste Fluminense) - Grupo Bordadeiras de Natividade, Itaperuna ( Noroeste Fluminense) - Grupo Bordando o Futuro. Atualmente o Museu do Artesanato vem realizando um mapeamento da rota do bordado do Rio de Janeiro, visando identificar as trajetórias e narrativas de cada grupo, através da visitação aos seus respectivos locais de referências. Dessa forma, o Museu Vivo cumpre seu papel em agregar e reunir pessoas, tecendo e fortalecendo os caminhos e redes que constituem a Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro.

O Museu do Artesanato do Rio de Janeiro, participará da 12ª edição da Primavera dos Museus com uma programação especial, a ser realizada no dia 15 de setembro às 15 horas, com a abertura de duas exposições Memória do Bordado Fluminense, com curadoria realizada pela designer Gloria Correia e Uma Viagem pelo Teatro Popular Brasileiro retratando a memória do Teatro Brasileiro com curadoria do ator José Araújo.

Após a abertura das duas exposições o público será brindado, com o já consagrado Sarau Noite enSOLarada, um projeto literário da talentosa escritora e apresentadora de TV, a jornalista Ivone Sol.

As respectivas exposições estarão recebendo visitação no período compreendido de 16 de setembro a 18 de novembro de 2018. O Museu funciona aos sábados e domingos das 11 horas às 17 horas, ingressos com preços populares nos valores de R$ 5,00 (cinco reais) e R$ 3,00 (Três reais). Durante a semana o museu oferece uma programação especial, mediante agendamento prévio aos grupos de turismo e escolas da região. 

A CASA-Museu do Artesanato do Estado do Rio de Janeiro
Rua Coronel Veiga, n 1734 Ponte Fones Petrópolis –RJ
Telefone: (24) 3111-4944


Fonte: Agenda Petrópolis

A CASA - Museu do Artesanato do Rio de Janeirosaiba mais

12ª Primavera dos Museus celebrará a educação museal

17 set - 23 set

12ª Primavera dos Museus celebrará a educação museal


Entre os dias 17 e 23 de setembro o Museu Imperial/Ibram/MinC participará da 12ª Primavera dos Museus. O evento acontece todos os anos no início da estação, englobando instituições museológicas de todo o país. Para essa edição, o tema escolhido foi “Celebrando a Educação em Museus” e o público poderá desfrutar de eventos e atividades a preços promocionais. No decorrer da semana será oferecida uma programação dinâmica, como contação de histórias, concerto, exposição, oficina de aquarela, dentre outros. 

Para abrir a Primavera, no dia 17 de setembro, à partir das 9h, no Cineteatro do Museu Imperial, acontecerá o Curso de Atualização para Agentes de Turismo locais. O evento visa atingir os agentes de turismo local como: condutores de vitórias, taxistas, polícia turística, atendentes e recepcionistas de hotéis e comércio, dentre outros. Os participantes visitarão o Palácio, seus entornos e os bastidores do Museu, além de assistir palestras ministradas por profissionais da instituição. O evento tem como objetivo informar sobre as atividades desenvolvidas pelo Museu Imperial, além de mostrar a importância do mesmo para o turismo da cidade. 

A partir do dia 18 de setembro, das 11h às 18h, em 6 pontos do circuito expositivo do Palácio e em 2 pontos do Pavilhão das carruagens, os visitantes poderão conhecer, através de fotografias, como eram ocupadas essas edificações quando funcionaram como escolas. A intervenção denominada “Palácio Imperial de Petrópolis: residência de verão, escola, museu” poderá ser vista até o dia 1º de dezembro. Os ingressos para visitar o palácio e conferir a exposição poderão ser adquiridos a R$10,00 na bilheteria.

Já das 14h às 15h, a Biblioteca Rocambole promoverá a contação de história do livro “Era uma vez uma semente”, de Judith Anderson. Posteriormente a criançada participará de uma oficina criativa. As escolas interessadas deverão agendar sua participação junto ao Setor de Educação através do número (24) 22330345. A atividade é gratuita e atinge o público infantil dos 3 aos 5 anos.

Finalizando a programação do dia, das 13h às 14h30, os alunos do 3º ao 7º ano poderão participar do Projeto Petrópolis. Abordará o tema “Os imigrantes e a formação de Petrópolis”. Ao final da ação cada participante receberá um exemplar da publicação Almanaque de Petrópolis que integra o projeto. Essa atividade é franca e deve ser marcada junto ao Setor Educativo.

No dia 19, das 10h às 11h30, mais uma vez o Setor de Educação oferecerá o Projeto Petrópolis para grupos agendados e, posteriormente, das 14h às 15h, através da Biblioteca Rocambole propiciará surpresas para a garotada através da contação da obra “A Árvore Magnífica”, de Nick Bland. Em seguida haverá exploração do acervo da biblioteca infantil. A faixa etária indicada para o evento é de 4 a 6 anos. Vale lembrar que é importante agendar o seu grupo junto ao Setor de Educação para não ficar de fora dessa aventura.

Das 14h30 às 17h, na Sala Multimídia, a pós-doutora em Educação, Professora Kátia Frecheiras, ministrará um debate sobre o tema “Novos paradigmas para a Educação em Museus: a Política Nacional de Educação Museal”. Com entrada gratuita, o evento é dirigido aos profissionais de Museus, da Educação e áreas afins, estudantes e interessados neste campo de atuação.

Na quinta-feira, dia 20 de setembro, das 10h às 11:30, os alunos e professores do 3º ao 7º ano poderão mais uma vez usufruir do Projeto Petrópolis. Já das 14h às 15h, mais uma leitura será promovida para os pequenos. Dessa vez, a Biblioteca Rocambole contará a história “A última árvore do mundo”, de Lalau e Laurabeatriz. Em seguida será proposta a exploração do acervo da biblioteca mirim. A atividade gratuita é indicada para grupos escolares de 3 a 5 anos previamente agendados através do telefone (24) 22330345.

Paralelamente à contação de histórias, das 14h às 16h, nos Jardins da instituição, a artista plástica Bia Penna realizará a Oficina de aquarela “O Museu Imperial e seu entorno”. Para participar é fácil! Basta entrar no site www.museuimperial.gov.br no período de 11 a 18 de setembro e se inscrever gratuitamente.

E para quem quiser participar de um bate-papo descontraído e conhecer um pouco mais sobre a cidade, das 14h30 às 16h30, na Biblioteca do Museu Imperial, será oferecido o projeto “Fale-me de Petrópolis”. Nesse mês, Maria das Graças Duvanel Rodrigues falará sobre “A história da Educação em Petrópolis”. A entrada é franca.

Já das 18h30 às 19h15, ao preço de R$16,00, o público poderá adquirir o ingresso para assistir a dramatização Um Sarau Imperial, que acontecerá no Cineteatro do Museu e das 20h às 20h45, ao preço promocional de R$5,00, os visitantes poderão assistir ao Espetáculo Som e Luz.

No dia 21, sexta-feira, mais uma vez serão oferecidos a dramatização Um Sarau Imperial e o Espetáculo Som e luz. Os ingressos poderão ser adquiridos na bilheteria pelos visitantes.

No dia 22, para contribuir com o equilíbrio individual do Ser humano, o Museu Imperial oferecerá, das 10 às 11 horas, no Jardim, o Projeto “Meditação para Todos”, que será conduzido por Miguel Berredo, e, no dia 23, das 09h30 às 11 horas, “Todo dia é dia de Yoga”, com o professor Fábio Goulart.

No dia 23 de setembro, fechando a programação da 12ª Primavera dos Museus, o público poderá assistir gratuitamente, às 16h, no Cineteatro, o V Concerto da Temporada 2018 do conjunto Anima e Cuore, que será regido pelo maestro Antônio Gastão. Os ingressos deverão ser retirados antecipadamente na bilheteria do Museu.

SERVIÇO

Museu Imperial/Ibram/MinC
Endereço: Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis, RJ
Telefones: (24) 2233-0300 / (24) 2233-0360
E-mail:mimp.faleconosco@museus.gov.br
Site: www.museuimperial.gov.br
Twitter: @museuimperial
Facebook: www.facebook.com/museuimperial
Visitação: de terça a domingo, das 11h às 18h
Jardins: de terça a domingo, das 7h às 18h
Ingressos para visitação:
Adultos: R$ 10,00
Estudantes, professores e maiores de 60 anos: R$ 5,00
Menores de 7 anos e maiores de 80: gratuito
Moradores de Petrópolis e petropolitanos, às quartas-feiras e no último domingo do mês: gratuito.


Fonte: Museu Imperial

Museu Imperialsaiba mais

Serra Serata

18 set - 23 set

Serra Serata

Com o objetivo de ser realizado anualmente em comemoração à cultura Italiana em Petrópolis, o evento contará com apresentações musicais e teatrais, gastronomia e produtos típicos italianos.

A festa contribui para valorizar as tradições e a cultura italiana na cidade, além de movimentar a cadeia produtiva do turismo, especialmente a rede hoteleira, restaurantes, bares e similares e serviços turísticos, venda de produtos artesanais e comércio em geral.


Em breve maiores informações


Fonte: Agenda Petrópolis


Palácio de Cristalsaiba mais

Rafael Portugal - stand up "Eu comigo mesmo"

21 set - 21 set 21h

Rafael Portugal - stand up "Eu comigo mesmo"

Fenômeno da internet e da televisão, o ator e comediante Rafael Portugal estará em Petrópolis parauma única apresentação do seu stand up "Eu comigo mesmo" no dia 21 de setembro, às 21h, no teatro da Fase.

- Serviço:

Local: Teatro Fase - Av. Barão do Rio Branco, 1003 - Centro.

Data: 21 de setembro (sexta-feira)

Horário: 21h

Ingressos: R$70,00 (inteira) / R$35,00 (meia-entrada)

 

- Pontos de venda: Centro Cultural Fase; Ewiglich Joias (Rua Dezesseis de Março, 106); Papelaria Itaipava (Estrada União e Indústria, 11.833 - loja 1); site: http://www.tmprodutora.com.br/


Fonte: Acontece em Petrópolis

Teatro Fasesaiba mais

Peça “Os Realistas”

21 set - 22 set

Peça “Os Realistas”

O espetáculo, que estreou em janeiro de 2016 no Teatro Poeira (RJ), cumpriu 3 meses de temporadana cidade carioca e, em abril deste mesmo ano, estreou no Teatro Porto Seguro, na capital de São Paulo, ficando por mais 2 meses em cartaz. Duas bem-sucedidas temporadas, marcadas pelo encontro inédito nos palcos de Debora com Emílio de Mello, Fernando Eiras e Mariana Lima. No segundo semestre de 2016, a peça circulou por sete cidades brasileiras, percorrendo Sul, Centro Oeste e Nordeste.

Em cena, dois casais de vizinhos se encontram e descobrem ter mais em comum do que as casas idênticas e sobrenomes iguais. Com este ponto de partida, a peça flagra a convivência do quarteto e os relacionamentos que começam a se entrelaçar. Em um hábil jogo de cena, o autor mostra também que nem tudo é o que parece ser, fazendo ainda que as situações reflitam sobre os diferentes estágios do casamento.

Para o diretor, ‘Os Realistas’ é um exercício do autor sobre o gênero realista. ‘É um gênero em que os heróis dão lugar a pessoas comuns. Nesta história, Eno desloca seus personagens para uma pequena cidade interiorana e campestre, em um movimento de alguma maneira também reverente ao teatro de Tchekhov. Este confronto com a natureza, o vasto e o desconhecido faz com que estes personagens se cruzem em uma comédia existencialista sobre vida, morte, amor e vizinhos’, analisa Guilherme Weber, cuja relação com a obra de Will Eno começou em 2003, quando estrelou e assinou a criação com Felipe Hirsch da montagem brasileira de ‘Temporada de Gripe’ (‘The FluSeason’). Depois, seguiu com ‘ThomPain – Baseado em Nada’ (2006) e ‘Lady Grey – Em Luz Cada Vez Mais Baixa’ (2006), nas quais também atuou e dividiu a criação com Hirsch, e ‘Ah, a Humanidade e Outras Boas Intenções’, reunião de cinco peças curtas do autor, em que atuou a assinou o projeto junto com Murilo Hauser.

‘Os Realistas’ marcou ainda o retorno de Debora Bloch à produção teatral, tarefa que abraçou em meados dos anos 80. De lá para cá, ela foi responsável por espetáculos que marcaram a história recente do teatro brasileiro, como ‘Fica Comigo Esta Noite’ (1990), que lhe rendeu o Prêmio Shell de Melhor Atriz em 1990, ‘Duas Mulheres e Um Cadáver’ (2000), estrelado e produzido ao lado de Fernanda Torres, ‘Tio Vânia’ (2003), em montagem dirigida por Aderbal Freire-Filho que ocupou o Parque Lage. Seu último espetáculo foi o monólogo ‘Brincando Em Cima Daquilo’ (2007/2008), com direção de Otávio Muller.

Will Eno por Guilherme Weber

Will Eno já foi chamado pela crítica nova iorquina de ‘O Samuel Beckett da geração Jon Stewart’, em referência ao apresentador e comediante que esteve à frente do programa Daily News por dezesseis anos. Aluno de Edward Albee em sua famosa oficina de dramaturgia, foi apontado pelo mestre como o melhor dramaturgo de sua década. Criando códigos originais a partir de suas consagradas referências, como Harold Pinter, além de Beckett e o próprio Albee, Eno foi indicado ao prêmio Pulitzer pelo monólogo ‘ThomPain – Baseado em nada’.

Em sua primeira experiência como espectador, junto ao seu pai em uma pequena plateia, é que o dramaturgo passa a criar seus códigos de criação, lembrando da delicada situação pela qual passaram os atores daquela montagem quando, ao tentar realizar um truque cênico, foram revelados em sua tentativa de ilusão. Uma cadeira, presa a um fio de nylon, deveria sair do palco em um movimento mágico, conduzida pelo fio invisível. No meio do movimento, a cadeira cai e sai do palco arrastada, como um peixe morto. O truque falhado, a cadeira arrastada, os atores fragilizados e as entranhas do teatro reveladas aos espectadores provocou tal impacto no jovem Eno que a ativação desta memória passou a pautar sua sofisticada escrita, que busca, de diferentes maneiras, recriar esta sensação de perigo e exposição, que em sua obra às vezes acomete os personagens, às vezes os atores e quase sempre os espectadores.

‘Os Realistas’ (‘The RealisticJoneses’, no original) marca a estreia do autor na Broadway. O que faz uma peça como esta no mais tradicional circuito de teatro americano é a pergunta que a maioria dos críticos e espectadores se fizeram ao longo da temporada. Will Eno não é conhecido por suas tramas urdidas para o espectador médio. Mas, ao longo dos meses, os personagens complexos e os diálogos profundos, engraçados e cheios de jogos de linguagem, que são uma das mais fortes características do autor, conquistaram o público através das performances de ourivesaria dos quatro atores. A estreia de Will Eno na Broadway terminou com pleno êxito.

HISTÓRICO OS REALISTAS

PRÊMIOS E INDICAÇÕES em 2016
Prêmio APTR 2016
Atriz - Debora Bloch
Cenografia - Daniela Thomas e Camila Schmidt _ PREMIADAS
Iluminação - Beto Bruel
Produção - Alessandra Reis, Cristina Leite e Paula Valente
Prêmio SHELL 2016 / 1º semestre
Atriz - Debora Bloch

Prêmio CESGRANRIO 2016
Atriz - Debora Bloch _ PREMIADA
Ator - Emílio de Mello
Diretor - Guilherme Weber
Cenografia - Daniela Thomas e Camila Schmidt 

Prêmio Aplauso Brasil
Elenco - Os Realistas

Prêmio Questão de Crítica
Ator - Emílio de Mello _ PREMIADO
FICHA TÉCNICA

Texto 
Will Eno

Tradução
Ursula de Almeida Rego Migon e Erica de Almeida Rego Migon 

Direção Geral, Adaptação e Trilha Sonora
Guilherme Weber
Elenco
Debora Bloch, Emílio de Mello, Guilherme Weber e Isabel Teixeira

Cenografia
Daniela Thomas e Camila Schmidt

Figurinos
Ticiana Passos

Iluminação
Beto Bruel

Direção de Produção
Alessandra Reis

Produção local: 
Fulltimetv

SERVIÇO:
Teatro Santa Cecília (Rua Gen. Osório, 192 - Centro)
Dias: 21 (sexta) ás 20hs e 22 (sábado) ás 17hs e 20hs de setembro de 2018
Duração 100 minutos
Gênero comédia dramática
Classificação 12 anos
Valores: R$25,00 inteira| R$12,50 meia


Fonte: Agenda Petrópolis

Teatro Santa Cecíliasaiba mais

Mr. Petrópolis

22 set - 22 set 13h

Mr. Petrópolis

Horário:  Abertura 13h   /   Início 14h

- Ingressos: R$30,00


*Em breve mais informações.

Clube Petropolitanosaiba mais

Petrópolis Bike Day

22 set - 23 set

Petrópolis Bike Day

Nos dias 22 e 23 de setembro,  Petrópolis vai sediar  o primeiro evento dedicado a bicicleta e mobilidade urbana do Estado do Rio de Janeiro. Será o ‘Petrópolis Bike Day’, tendo como sede a Fábrica da Bohemia, localizada no Centro Histórico de Petrópolis.

O evento acontecerá em dois dias e terá como público alvo, atletas, usuários de bike, profissionais da área, médicos, instituições, empresas do ramo, amantes da bike e todos os familiares.

No primeiro dia, 22 de setembro,  Dia Mundial Sem Carro, o evento pretende divulgar a ideia de carros na garagem, bicicletas nas ruas e uma cidade mais limpa.

“Vamos ressaltar a importância da mobilidade urbana e os benefícios da atividade.  No mesmo dia, na Fábrica da Bohemia, teremos várias atrações acontecendo, como palestras, workshops, com profissionais da área, atletas, médicos, nutricionistas e outros falando de assuntos que envolvem o ciclismo”, contou Marcelus Fassano , responsável pelo evento, criado em conjunto com alunos de seu workshop sobre Gestão de Eventos.

O Bike Day  vai contar também comum feirão de marcas de bicicleta, oficina, bike fit, pista de BMX, com uma cerveja especialmente feita para o evento, DaBike, test drive na Skape e sorteios de bicicleta. Tudo isso com entrada gratuita, das 10:30h às 19h.
No segundo dia, 23/09,  acontecerá um passeio contemplativo, no Centro Histórico. Será um passeio guiado, aberto ao público de todas as idades. Largada e chegada na Fábrica da Bohemia.

A concentração será às 9h30 e todos os participantes deverão se inscrever no site www.grupomaverick.com.br , para garantir sua vaga e o kit do evento. Vale ressaltar que as 200 primeiras inscrições são gratuitas.

Estarão montados, dentro da Fábrica da Bohemia, pequenos pontos de alimentação, mesa de frutas e água. Além disso, o restaurante da Bohemia estará pronto para receber os participantes do evento, para um almoço especial.
Segundo Marcelus Fassano , os petropolitanos e turistas que participarem do Bike Day poderão viver dois dias de interação e conhecimento.

SERVIÇO:
Bike Day
Dias: 22 e 23 de setembro
Local: Cervejaria Bohemia
Organizador do Evento: Crieventos
Responsável: Marcelus Fassano
Celular: (24) 99268-5049


Fonte: Acontece na Serra do Rio

Cervejaria Bohemiasaiba mais

Urban Hacking - Sinta Itaipava

22 set - 22 set 9h

Urban Hacking - Sinta Itaipava

UrbanHacking chega a Itaipava no dia 22/9 com atividades nas áreas de história e cultura, bem-estar, sustentabilidade, gastronomia, entre outras

Evento é gratuito e será realizado simultaneamente no Parque Municipal de Petrópolis, Hortomercado Municipal, Shopping Vilarejo, Arcádia Mall, Shopping Itaipava e Shopping Estação Itaipava

Itaipava recebe, dia 22 de setembro, o UrbanHacking, evento realizado pelo Sebrae/RJ, em parceria com o Petrópolis Convention & Visitors Bureau, que faz parte das ações do Projeto Destino Turísticos Inteligentes (DTI), lançado pelo Sebrae na região no ano passado. O UrbanHacking propõe ocupar espaços públicos, promovendo uma interação da população e dos visitantes com os negócios em funcionamento no local, por meio de ações de lazer, cultura, economia criativa e entretenimento. Em sua maioria, os espaços públicos são locais históricos transformados, seja para manter sua atividade original ou para adquirir um novo significado.

Este é o quinto evento realizado pelo Sebrae no estado: nos municípios de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, na região Serrana do Rio, e em Vassouras, no Médio Paraíba. Em Itaipava, o tema do evento é Sinta Itaipava, que vem inspirando o planejamento e a organização das atividades. Além disso, esta edição será inédita, pois acontecerá simultaneamente em seis locais de Itaipava - no Parque Municipal de Petrópolis, no Hortomercado Municipal, Shopping Vilarejo, Arcádia Mall, Shopping Itaipava e Shopping Estação Itaipava - e contará com a participação de cerca de 60 empresários e profissionais de áreas diferenciadas. Estão programadas atividades gratuitas nas áreas de história e cultura, bem-estar, sustentabilidade, gastronomia, experiências sensoriais, moda e atratividade turística (atrativos e serviços turísticos), a partir das 9h até às 18h.

Em parceria com a empresa NGT será instalado WiFi no Parque Municipal de Petrópolis com check in, para que ao final do UrbanHacking seja produzido um relatório sobre os visitantes. Além disso, será realizada um pesquisa com participantes do evento, pelo Cefet – Campus Petrópolis, para identificar o perfil dos participantes, seu nível de conhecimento sobre o destino turístico, suas expectativas e avaliações.

O evento tem o apoio das seguintes instituições: Prefeitura de Petrópolis, Universidade Estácio de Sá, Cefet – Campus Petrópolis, APA Petrópolis, Centro General Ernani Ayrosa (CGEA), Associação Filantrópica de Petrópolis (AFIPE), TurisRio e Secretaria Municipal de Turismo (Setur).

A analista do Sebrae/RJ, Raíza Rampini, explica que o UrbanHacking, como uma das ações previstas pelo projeto DTI do Sebrae, tem o objetivo maior de articular as lideranças locais para a realização de atividades que possam melhorar o ambiente de negócios das pequenas empresas locais.

Destinos Turísticos Inteligentes

O projeto Destinos Turísticos Inteligentes é realizado em diversas regiões do estado. É uma proposta do Sebrae para oferecer ao visitante a melhor experiência turística, promovendo a interação do turista com o destino, por meio de tecnologias inovadoras, governança  e sustentabilidade. Dois aplicativos desenvolvidos pelo Sebrae, o Tour da Experiência – Caminhos do Brasil Imperial, e Embaixadores dos Parques Nacionais, também são aliados dos empresários na divulgação dos destinos.

Tem o objetivo de promover o desenvolvimento de inovações no turismo e a participação qualificada das lideranças empresariais nas governanças do setor, além de organizar um ambiente de negócios favorável aos pequenos negócios de turismo. É desenvolvido em etapas com a realização de oficinas de capacitação e de gestão, além de eventos, a fim de capacitar os participantes para que possam oferecer estruturas turísticas diferenciadas e a melhor experiência do visitante antes, durante e depois da viagem. 


Itaipavasaiba mais

Scena Serrana

26 set - 30 set

Scena Serrana

O festival de teatro mais aguardado pelo segmento em Petrópolis este ano tem nova data para acontecer. O Scena Serrana, que resgata uma tradição da década de 1980, será realizado entre os dias 26 e 30 de setembro para se adequar à melhor data no calendário de eventos da cidade. A programação - que deverá contar com performances artísticas, palestras e oficinas - será realizada no Centro de Cultura Raul de Leoni.

O festival vem sendo resgatado pelo Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE) em parceria com o segmento de teatro do município. O objetivo é fortalecer o setor e valorizar os artistas locais, além de também promover o intercâmbio com grupos de outras cidades e discutir o futuro do movimento em Petrópolis. A ideia é, também, levar movimento para os espaços do Centro de Cultura, que abriga o Teatro Afonso Arinos, palco onde muitos atores e atrizes da cidade começaram suas carreiras.

Segundo o diretor-presidente do IMCE, Leonardo Randolfo, o festival vai contemplar não só os artistas, como toda população. “Esse foi um marco para o segmento no passado, mas acabou esquecido. Estamos trazendo novamente o Scena Serrana para mostrar a força do segmento de teatro na cidade, tão importante. Já temos, no instituto, ações voltadas para a valorização da música, do canto coral, da dança, por exemplo, e agora estamos trabalhando para fortalecer o teatro. É mais uma forma de fomentar a cultura para a população”, frisa ele.

Criado no início da década de 1980, o Scena Serrana foi considerado um dos maiores movimentos teatrais da cidade. Logo na primeira edição, em 1983, o projeto levou mais de 13 mil espectadores para as apresentações no Palácio de Cristal. A programação contou com quase 20 atrações, entre peças, shows, exibições de filmes, entre outros. Para o segmento, o período dos anos 1980 até o início dos anos 1990 foi a melhor fase do teatro na cidade e o objetivo é se inspirar naquela época para o resgate do festival.


Fonte: Prefeitura de Petrópolis.

Centro de Cultura Raul de Leonisaiba mais

9º Imperial Moto fest

28 set - 30 set

9º Imperial Moto fest

9° Imperial Moto Fest acontece no Parque Municipal de Petrópolis em Itaipava.

Teremos os principais expositores de acessórios, ampla área de alimentação, revenda de motos, concessionárias, shows com as melhores bandas de rock, camping coberto com chuveiros quente e aquele tradicional café da manhã e muito mais.

Locução Ramos Aranhas do Asfalto

Aguardem por mais novidades!

Venha conhecer a histórica cidade de Petrópolis e a linda Itaipava.

Organizado por:

Associação de Motociclistas de Petrópolis

Ingressos

Não haverá cobrança de ingressos.

Como chegar

Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes – Itaipava
Petrópolis/RJ – Brasil

Fale com os organizadores

Fernandes
 (24) 99228-5291

Arlindo Soares

 (24) 99984-3726

Luis Fernando

 (24) 99965-6543


Parque Municipal Prefeito Paulo Ratessaiba mais

Petrópolis Night Run

29 set - 29 set

Petrópolis Night Run

Petrópolis Night-Run


Atletas de Petrópolis se preparem: em setembro, a mais tradicional corrida noturna do município terá a largada para a sexta edição: a Petrópolis Night Run.

A Vtrainer, a organizadora da popular corrida de rua, anunciou a realização da Petrópolis Night Run para o dia 29 de setembro, sendo que o local da largada ainda esta sendo estudado.

De certo e que vai ocorrer em um ponto turístico da cidade, mantendo a tradição da competição que costuma arrastar uma multidão de corredores famosos e anônimos.

Um dos organizadores, Vicente Ricardo, faz mistério em relação ao local da largada. Só que, entre vários pontos que estão em estudos, o Hotel Quitandinha parece sair na frente.

A segunda edição aconteceu lá e trouxe resultados bastante satisfatórios para a organização, de acordo com Vicente, que prefere não cravar o local.


Maiores informações: Tribuna de Petrópolis


Petrópolissaiba mais

Bierfest Clássicos

29 set - 29 set 12h

Bierfest Clássicos

Venha curtir uma tarde agradável em família no Castelo de Itaipava. Cerveja artesanal, food trucks, brinquedos para as crianças e música boa. Reserve sua data e garanta sua vaga.

ATRAÇÕES:

- Música ao Vivo com:
- Larissa Viana (The Voice) 
- Concreto Humano - Tributo a Legião Urbana 
- Duo TPM 
- Amanda & Matheus

- DJ André Fly 
- Food trucks de alimentação
- Diversas cervejas artesanais
- Área Kids com brinquedos liberados


Data: Sábado, 29/09/2018
Horário: Das 12h às 22h

Estacionamento Grátis


Fonte: Castelo de Itaipava

Castelo De itaipavasaiba mais

3º Festival de Cinema de Petrópolis

17 out - 21 out

3º Festival de Cinema de Petrópolis

De 17 a 21 de outubro.

Em breve, mais informações!

Petrópolissaiba mais

Petrópolis Gourmet

6 nov - 20 nov

Petrópolis Gourmet

O evento mais aguardado da serra esse ano atinge a sua maioridade , e o tema escolhido para essa edição: “O Agricultor e o Chef – Uma expedição pela montanha,” vai levar o participante a  uma viagem pela rica gastronomia da cidade.


Petrópolissaiba mais

Natal Imperial

1 dez - 6 jan

Natal Imperial

Em breve maiores informações em: https://www.natalimperialpetropolis.com.br/


Petrópolissaiba mais

siga-nos em nossas mídias sociais