Petrópolis Convention e Visitors Bureau

4 ago - 28 out

Exposição “Caligrafias” com a multiartista Daniela Versiani

Exposição “Caligrafias” com a multiartista Daniela Versiani
voltar

Piccola Arena - Rocio

DANIELA VERSIANI - Artista plástica e escritora inaugura no Rocio, em Petrópolis, a exposição “Caligrafias” apresentando 31trabalhos

Piccola Arena, misto de atelier, galeria de arte, teatro de arena, sala multiuso e bistrô, localizada no Rocio, recebe no sábado, dia 4 de agosto, às 17h, o vernissage da multiartista Daniela Versiani, com uma Festa Agostina, showde forró com Ronny Camarguinho, comidinhas, caldos e chopp artesanal. A exposição “Caligrafias”fica em cartaz até dia 28 de outubro e conta comquatro séries: Iluminuras, Versos, Caligrafias, Escrita é rastro, utilizando a técnica de tintaacrílicaefolhametálica/ourosobretela e papel. Entrada franca.

A mostra “Caligrafias” é composta por 31 trabalhos nos quais a caligrafia é elemento de destaque. Sendo artista visual e escritora, o gesto caligráfico tem para Daniela Versiani uma dupla significação: seja por sua visualidade, seja por fazer parte do seu processo de criação de poesia. As pinturas reunidas na mostra “Caligrafias” trazem fragmentos de seus poemas através da sua própria caligrafia. Em todos os trabalhos, no entanto, há ênfase na caligrafia como elemento visual.

Segundo Daniela Versiani, “nesses trabalhos é mais importante o gesto caligráfico, ou seja, a visualidade da palavra escrita, do que a decifração do sentido da palavra. Em muitos desses trabalhos o espectador-leitor terá de fazer um exercício de “adivinhação”: - O que está escrito aqui?”. É o que ela chama de “escrita assêmica”, ou “escrita sem sentido”: pura forma, pura simulação da escrita. Alguns dos trabalhos fazem referência, ainda, às iluminuras medievais, que inspiram suas escolhas de cores e o uso que faz de folhas de ouro e tintas metalizadas.

A mostra trará também atividades culturais como: Conversa com o público com “visita guiada”, na qual a artista comentará seus trabalhos, destacando as técnicas utilizadas e as influências de outros artistas que também se utilizam da escrita em suas obras e apresentações de algumas obras de artistas que também utilizam a caligrafia em seus trabalhos; Sarau de poesia com Daniela Versiani e poetas convidadas e Oficina de artes plásticas para crianças e/ou adultos na qual será dada ênfase à caligrafia como elemento visual. 

Sobre a artista

Daniela Versiani nasceu em São Paulo. Formou-se em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo e Jornalismo pela Cásper Líbero (SP). Em 1992, mudou-se para o Rio de Janeiro. Em 2002, conclui o doutorado em Literatura pela PUC-Rio com bolsa pela Fulbright na Rice University. Em 2004 passou a ensinar na PUC-Rio. Suas pesquisas no campo acadêmico versam sobre a teoria da leitura de textos e imagens e suportes alternativos para o registro e difusão da poesia.

A partir de 2012, expande sua produção artística para o campo das artes visuais, buscando conectar seus escritos a uma nova forma de expressão: a pintura. Estuda na Escola de Artes Visuais do Parque Lage com os professores Ronaldo do Rego Macedo, Franz Manata, Suzana Queiroga, Alexandre Sá, João Modé e Martin Ogolter. Hoje, suas pesquisas no campo das artes visuais estão focadas nos seguintes temas: aproximação entre escrita e imagem, livros de artistas, o papel como suporte e meio para a escrita e artes visuais, e a escrita assêmica.

Suas pinturas encontram referências nas iluminuras medievais, em poetas e artistas que combinam a escrita e imagem, como Max Ernst, Cy Towmbly, Mira Schendel e León Ferrari, nas colagens de Kurt Schwitters, Robert Motherwell e Robert Rauschenberg, e na "arte da destruição" de Alberto Burri, Antoni Tàpies e Lucio Fontana. Seu trabalho também é fortemente influenciado por Anselm Kiefer e Hilal Sami Hilal. Em 2016, Daniela Versiani deixou de ensinar na universidade e mudou-se para Araras, onde escreve e tem seu ateliê. 

Entre suas publicações destacam-se o romance A matemática da formiga (1999, 2008), Três contos ilusionistas (2008), Autoetnografias, Conceitos alternativos em construção (Finalista ao Prêmio Jabuti, 2005), Manual de boas práticas de leitura (Finalista ao Prêmio Jabuti, 2012, em coautoria) e Ler, comparar, pensar. Reflexões sobre literatura e cultura (2014), além de artigos em revistas acadêmicas. É curadora da revista RED de arte e cultura. Está finalizando seu primeiro Livro de Artista com pinturas e poemas de sua autoria sobre as guerras do século XX.

Festa Agostina

Para coroar o vernissage, a Piccola Arena Centro Cultural vai promover uma Festa Agostina, com direito a forró com Ronny Camarguinho, comidinhas, caldos e chopp artesanal. A Entrada é franca.

O local

Localizada no Rocio/ Petrópolis/ RJ (km 76 da BR 040, no Rocio), a Piccola Arena foi idealizada pelo artista plástico Mauricio de Memória, que construiu o espaço por meios próprios. Promove e recebe linguagens artísticas - shows, teatro, espetáculos, exposições - em um único local contando com teatro de arena, duas galerias de arte e salão multiuso. Projetada para que o visitante sinta-se integrado aos ambientes e possa desfrutar ao máximo de todas as atividades existentes, completa o conjunto o Divina Sálvia Bistrô, aproveitando a experiência do seu criador como restauranteur de longa data. Como disse um cliente, “arte pura, da parede ao prato”. 


SERVIÇO:

Exposição “Caligrafias” com a multiartista Daniela Versiani

Vernissage: sábado, dia 4 de agosto, a partir das 17h, com Festa Agostina

Até dia 28 de outubro

PICCOLA ARENA

Estrada do Rocio 3507 - Petrópolis RJ

tel. 2243-9311

Entrada pelo km 76 da BR 040, sentido Juiz de Fora/Rio.

Vindo do Rio: retorne no Brazão (km 71). Siga de volta até o km 76 e percorra 3 km de estrada pavimentada.

Horário de funcionamento: sábados e domingos, de 10h às 18h

- Entrada franca

siga-nos em nossas mídias sociais