Petrópolis Convention e Visitors Bureau

Turismo em Petrópolis: 94% dos visitantes em evento planejam retornar, reforçando a atratividade da cidade

09/10/2023

Setor tem o desafio de fixar o turista mais tempo em Petrópolis

Com o número expressivo de 94% dos visitantes ansiosos para um retorno à cidade, os desafios do turismo em Petrópolis incluem a necessidade de estender a estadia deste público, propagar as atrações para além de eventos específicos, melhorar os acessos para lidar com a alta proporção de visitantes com veículos próprios e expandir estratégias de marketing para atrair turistas de áreas distantes. Além disso, a cidade deve adaptar sua oferta para atender às diferentes faixas etárias dos visitantes, aproveitando a diversidade de idades, e garantir a acessibilidade financeira das experiências turísticas para um público de renda variada. Esse é o resultado de uma pesquisa realizada pelo Petrópolis Convention & Visitors Bureau neste final de semana para aprofundar o perfil do turista que vem aproveitando eventos na cidade. A pesquisa foi realizada durante o Moto Fest, no Parque de Exposições, em Itaipava.

A análise da origem dos visitantes de Petrópolis revela uma distribuição geográfica diversificada, com turistas vindo de várias cidades e regiões. O Rio de Janeiro se destaca como o maior contribuinte, representando 13,3% dos visitantes, o que é esperado devido à proximidade. Teresópolis, também na vizinhança, contribui com 6,7% dos visitantes. A presença de pessoas oriundas de cidades como Caxias, Belford Roxo, Magé e Niterói (12%) sugere que há interesse no turismo em Petrópolis a partir de municípios da região metropolitana do Rio de Janeiro. No entanto, a diversificação da origem dos turistas, incluindo Vila Velha (ES), em 0,7% e Rio das Ostras, com 1,3%, ressalta a necessidade de estratégias de marketing para atrair visitantes de áreas mais distantes, ampliando a base de público e reduzindo a dependência de mercados próximos.

Os visitantes de Petrópolis abrangem uma ampla faixa etária, com percentuais que variam significativamente, desde jovens adultos (20 a 30 anos - 23,8%) até pessoas mais maduras (50 anos ou mais - 24,5%). Essa diversidade é um sinal positivo para a cidade, indicando um público variado que pode ser explorado para criar experiências turísticas diversificadas que atendam a diferentes interesses e necessidades.

Embora a faixa etária de 20 a 30 anos represente uma parcela significativa (23,8%), há espaço para atrair ainda mais turistas mais jovens. Estratégias que promovam eventos, atividades ao ar livre e experiências de vida noturna podem atrair esse público em crescimento. “Com turistas de diferentes idades, há oportunidades para impulsionar setores econômicos diversos, como restaurantes, hotéis, lojas, serviços de turismo e entretenimento. A criação de pacotes turísticos e ofertas personalizadas para diferentes faixas etárias pode ser uma estratégia eficaz para estimular o consumo local”, aponta Samir el Ghaoui.

Um dos principais desafios identificados no setor turístico de Petrópolis é a duração da estadia dos visitantes. A pesquisa revelou que a maioria dos turistas (92,1%) pretende ficar apenas uma noite na cidade. Isso indica a necessidade de atrair visitantes para estadias mais longas, o que pode ser alcançado por meio de estratégias que promovam atividades e atrações que abranjam diversos dias, como passeios culturais, recreativos e gastronômicos.

“O fato de 94% dos entrevistados afirmarem que, com certeza, voltariam a Petrópolis é uma notícia positiva para a cidade. Isso indica que construímos relações duradouras com nossos visitantes, incentivando a fidelidade e a repetição de viagens”, afirma o presidente do PCVB enfatizando o ‘dever de casa’ do segmento. “Temos desafios e oportunidades significativas para o setor como diversificar as atrações, receber visitantes de outras regiões, melhorar os acessos e nos adaptar às necessidades de diferentes públicos são passos essenciais para garantir o crescimento sustentável do turismo em Petrópolis.”, completa Samir el Ghaoui.

A soma de todas as ações acabarão, de acordo com o PC&VB, convergindo para vencer o maior de todos os desafios, que é fixar o turista mais tempo na cidade. “A maioria dos turistas planeja estadias curtas, o que nos instiga a desenvolver estratégias para tornar Petrópolis um destino atrativo para estadias mais longas, explorando nossas ricas atrações culturais e naturais. Também devemos abordar a questão do transporte e mobilidade, garantindo que nossos visitantes tenham uma experiência sem problemas ao explorar nossa cidade e que Petrópolis seja mais exponencial como destino turístico diversificado e acolhedor”, afirma o presidente do Petrópolis Convention.

A pesquisa ouviu 150 pessoas em dois dias e mais levantamentos serão realizados em eventos e em datas propícias para apuração de dados. 


Comentários

siga-nos em nossas mídias sociais